Plano Anual de Atividades

O Plano Anual de Atividades ilustra o modo como a escola vai atuar para alcançar os objetivos que definiu no seu Projeto Educativo e no seu Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular e incluirá as atividades previstas nos Projetos de Turma no âmbito dos “Domínios de autonomia curricular” (DAC) e da componente de Cidadania e Desenvolvimento. Este plano tem ainda como referências o facto de a escola pertencer às Redes das Eco-Escolas e das Escolas Associadas da UNESCO.

A Diretora da escola é a responsável máxima pela elaboração do Plano Anual de Atividades. Depois de emitido o parecer do Conselho Pedagógico, o Plano Anual de Atividades é submetido à aprovação do Conselho Geral.

Prevê-se a inclusão no plano de outras atividades que, surgindo em determinado momento, se revistam de interesse que justifique a sua realização. Neste caso, terão o parecer do Conselho Pedagógico devendo ser lançadas na plataforma em data a estipular.

 

Enquadramento

A Escola Secundária de Pinhal Novo pertence à rede de Eco-Escolas as quais se regem pelo programa internacional da “Foundation for Environmental Education”. Este programa pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pela escola, no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade. Os planos de ação delineados, ao longo dos últimos anos, pela escola têm tido em conta a Agenda de prioridades de ação/intervenção decidida pelo Conselho Eco-Escolas. Em paralelo, as escolas são todos os anos desafiadas a participar em diversos sub-projetos que procuram (in)formar, aprofundar e premiar o trabalho no âmbito de temáticas específicas.

A partir de setembro de 2016 a Escola Secundária de Pinhal Novo passou a integrar o Sistema de Escolas Associadas da UNESCO (SEA) e tem vindo a assumir nas suas práticas “um ensino intercultural e a adotar um trabalho de equipa promotor de um ambiente criativo e empreendedor, assente em princípios éticos de respeito e tolerância pelo outro, partilha e inclusão.”

A partilha com outros povos e culturas tem sido, com toda a certeza, uma experiência enriquecedora e vital para toda a comunidade educativa. Todos os projetos, apresentados no Plano Anual de Atividades, e atividades que a escola tem vindo a desenvolver e implementar, contribuem para o que está definido para o Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória:

… aponta para uma educação escolar em que os alunos desta geração global constroem e sedimentam uma cultura científica e artística de base humanista.  Para tal, mobilizam valores e competências que lhes permitem intervir na vida e na história dos indivíduos e das sociedades, tomar decisões livres e fundamentadas sobre questões naturais, sociais e éticas, e dispor de uma capacidade de participação cívica, ativa, consciente e responsável”.

 

Objetivos

De acordo com a alínea c) do art.º 9.º do Regime de Autonomia, Administração e Gestão das Escolas, Decreto-Lei n.º 137/2012, de 2 de julho, os Planos Anual e Plurianual de Atividades são “os documentos de planeamento, que definem, em função do projeto educativo, os objetivos, as formas de organização e de programação das atividades e que procedem à identificação dos recursos necessários à sua execução”.

Como escola associada da UNESCO, temos como objetivo primordial trabalhar de forma cooperativa a favor de uma educação de qualidade, a fim de responder às necessidades educativas e promover os valores e princípios inseridos na Constituição da UNESCO, tendo como inspiração os pilares educativos de Jacques Delors: Aprender a Ser, Aprender a Conhecer, Aprender a Fazer e Aprender a Viver Juntos.

Assim, o Plano Anual de Atividades visa:

  • contribuir para o cumprimento da missão da escola e do seu Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular;
  • contribuir para a concretização dos objetivos do Projeto Educativo, nomeadamente dos seus objetivos estratégicos e operacionais, devidamente aprovados em sede de Conselho Pedagógico;
  • contribuir para a consecução dos objetivos propostos pela Organização das Nações Unidas na sua Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, com especial foco para o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 4: Educação de Qualidade e para a respetiva meta 4.7;
  • constituir-se como um instrumento de trabalho e orientação que, de forma coerente, abranja a maioria das vertentes de intervenção na escola;
  • ser um documento/recurso de referência e de reflexão para a Comunidade Escolar, respondendo aos novos desafios e exigências da sociedade.

Com as atividades propostas tenciona-se:

  • motivar para a aprendizagem, envolvendo alunos e comunidade educativa;
  • desenvolver projetos de trabalho sobre os conteúdos programáticos das várias disciplinas no âmbito do património, da sustentabilidade e do respeito pelo outro;
  • fomentar a inter e a multidisciplinaridade como estratégia pedagógica promotora do sucesso escolar;
  • partilhar conhecimentos e hábitos interculturais e o multilinguismo;
  • realizar junto da comunidade ações de sensibilização e de compromisso para com a sustentabilidade da região;
  • promover o debate ético e o desenvolvimento de uma consciência cívica e de um olhar crítico sobre sustentabilidade e direitos humanos.